Header Ads

Breaking News
recent

Análise: Clube dos Cinco

Sábado, 24 de março de 1984, Shermer High School, Shermer, Illinois, 60062.
"Caro sr. Vernon, aceitamos o fato de que nós tivemos que nos sacrificar na detenção pelo que fizemos de errado... Se é que o que fizemos foi errado, mas acho loucura você nos fazer escrever um texto dizendo o que pensamos de nós mesmos. Você não se importa. Você nos enxerga como deseja enxergar... Nos termos mais simples e com definições mais convenientes.
Você nos enxerga como um cérebro, um atleta, um caso perdido, uma princesa e um criminoso. Correto? Essa é a maneira que nos víamos às sete horas dessa manhã. 
Passamos por uma lavagem cerebral"
"O filme que define a adolescência dos anos 80" Não deixa de ser verdade, de fato pode até definir a adolescência dos anos 80, mas eu, ao assistir o filme este ano, senti o mesmo que qualquer jovem daquela época, então prefiro classificá-lo como o filme definitivo sobre a adolescência, esse filme com certeza marcou a minha vida para sempre, se você é adulto ainda vale a pena assistir, mas nada substitui a experiencia de vê-lo na época do colégio, vai mudar a sua maneira de enxergar a escola.

Antes de começar a fazer a análise de sempre, vou explicar o contexto do cinema na época do lançamento (1985), a situação era simples, o cinema até os anos 70 era considerado algo para os adultos, em alguns casos a elite, obras de arte que só adultos assistiam, até que em 1977 tivemos o primeiro filme voltado completamente para o público jovem, seu nome, Star Wars, Star Wars revolucionou o cinema de várias formas, mas talvez uma das mais importantes foi provar que existia um gigantesco mercado juvenil que pagaria suas meia-entradas para assistir os grandes lançamentos, após esse fenômeno diversos filmes completamente voltados aos jovens começaram a sair, mas poucos deles falavam sobre a juventude em si, até que em 1884, Jonh Hugles, um dos melhores diretores na opinião desse blogueiro, decidiu fazer um filme sobre uma adolescente que teve o aniversário de 15 anos esquecido pelos pais, Gatinhas e Gatões, eu sei que o filme é meio fútil, mas imagine você naquela época indo ao cinema e encontrando um filme sobre uma garota no ensino médio, obviamente que o filme foi um grande sucesso, sucesso o suficiente para o estúdio liberar Hugles para fazer, quase em seguida, três filmes para o mesmo publico, respectivamente Clube dos Cinco, Garota Nota 1000 e Curtindo a Vida Adoidado, se você, adolescente atual, não sabe do que eu estou falando, recomendo que assista esses filmes logo, se o cinema atual teve a oportunidade de produzir qualquer um desses filmes adolescentes na atualidade foi por causa dessa época do cinema.


"Todos nós somos igualmente bizarros, a diferença é que alguns escondem melhor do que outros"

Uma vez me falaram que o início de um filme diz tudo sobre ele, não sei se é aplicado em todos os casos, mas em Clube Dos Cinco sim, começamos o filme sendo jogados no chão com a frase de uma música do David Bowie "E essas crianças nas quais vocês cospem, e que tentam mudar o mundo, são imune, sultas, tem total consciência de tudo que acontece", e em um contexto geral, Clube dos Cinco é sobre isso, sobre crianças que só querem mudar seus mundos, que sofrem com a pressão imposta sobre eles mas que são ignoradas nesse aspecto, adultos usam rótulos para adolescentes, para eles você só pode ser um esteriótipo idiota, mas a partir do momento em que nós adolescentes passamos a nos rotular, ou a aceitar a nossa básica função na sociedade, estamos nos ignorando, nós somos imunes as suas consultas. Essa frase não foi colocada ali por nada, ela passa todo o tom que o filme vai seguir, se você estava esperando um filme sobre uma patricinha que só queria ficar com o atleta, ou de um nerd que queria ficar com uma princesa, você veio ver o filme errado. 
Seguindo a frase somos apresentado aos 5 protagonistas do filme, em uma das apresentações de personagem mais geniais de qualquer roteiro, logo no portão do colégio já vemos quais são os problemas de relacionamento de cada um com seus pais, o que é algo essencial no desenvolvimento dos personagens, seguido de alguns diálogos para entendermos a função deles na escola.

O roteiro desse filme é ponto forte, acreditem, foi escrito em dois dias, o roteiro é bom o suficiente para conseguir fazer um filme inteiro em um único cenário sem ser monótono em nenhum momento, o filme tem uma desconstrução de personagem incrível, e ainda consegue dar destaque a cada um dos personagens, acreditem se quiser, o filme consegue construir uma curva dramática nos últimos 30 minutos.

E agora a minha sinopse: O filme é sobre cinco adolescentes que acabam tendo que passar um sábado na escola como castigo de algo que fizeram, chegam lá totalmente "fechados" e se tratando mal, como estereótipos, mas o que eles descobrem é que as inseguranças, os receios, os medos, a pressão imposta pelos pais e pela sociedade são as mesmas, e que cada um deles se entendem apesar de quase nem se aceitarem. 

Ao entrar na escola somos apresentados ao professor, o ditador. Começamos com takes fechados, apenas os mostrando isolados, mas com o decorrer do desenvolvimento vão se abrindo e se entendendo. É como se os personagens começassem o filme com uma casca em volta segurando tudo que sentem, e enquanto conversam essa casca vai sendo destruída até o clássico momento em que eles fumam maconha e mostram quem realmente são, essa cena é genial e contém um dos melhores diálogos do cinema.

1- O Cérebro


Escolhi como primeiro o Nerd, Brian, interpretado por Anthony Michael Hall, no inicio do filme ele é o que menos desconfiaríamos de tamanhos problemas, ele tem uma vida estável, pais com uma boa condição financeira, notas boas e os professores adoram ele, o grande problema é que isso acabou fazendo todos jogarem muita responsabilidade nele, ele vive com uma pressão gigantesca para tirar notas boas, até que em um trabalho ele tirou F, e aí sabemos como ele foi parar na detenção, ele levou um sinalizador pra escola, na tentativa de acabar se matando, afinal, não tinha como ele recuperar a nota e seus pais não aceitariam aquilo.

2- O Atleta


O Atleta, Andrew, interpretado por Emilio Estevez, surpreendentemente o problema dele é o mesmo do nerd, só que em situações deferentes, o pai dele era um daqueles que, no colégio, era um atleta e fazia bullying com os perdedores, e acabou querendo o mesmo para o seu filho, acabou o transformando em um atleta que tem como único futuro o esporte, Emilio faz um show de interpretação ao imitar seu pai "Não aceitamos perdedores nessa família, você tem que ser o numero 1", e esse é o problema, a pressão do pai para que ele seja sempre o melhor, para entendermos o problema do pai do Andrew é bem simples, ele estava decepcionado com o filho porquê ele não fazia bullying, então uma vez, Andy, no vestiário, viu um nerd se trocando, fraco e indefeso, incentivado por seus amigos ele foi lá e colou uma fita adesiva na bunda dele e tirou parte da pele, esse é o motivo para estar na detenção, ao ir pra diretoria pensando que o pai ficaria orgulhoso, ele imaginou o nerd voltando para casa e contando para os pais o que havia acontecido, e nesse momento ele se arrependeu mais do que tudo. "Como se desculpar por uma coisa dessas, como?"

3- A Princesa


A princesa, Claire, interpretada por Molly Ringway, é a clássica patricinha de colégio, popular e que aparentemente tem tudo que quer, que passa seu tempo indo ao shopping e falando sobre futilidades, obviamente ela está lá por alguma coisa fútil, matar aula para ir ao shopping, mas com o decorrer do filme vamos a conhecendo melhor e vendo que ela não é tão ruim assim, um dos maiores problemas dela, outra futilidade mas como adolescente você vai entender, ela não admite, mas ainda é virgem, só que o maior problema não é esse, ela nunca beijou, mas não pode deixar ninguém saber disse, isso sem comentar a pressão que seus amigos fazem, já que ela tem sempre que ser "a melhor".

4- O caso perdido


O caso perdido, Allison Reynolds, interpretada por Ally Sheedy, ela é uma neurótica, uma louca, ela se veste de uma maneira bem esquisita e quase nunca fala, o primeiro contato social dela de verdade foi no clube dos cinco, ela está lá pelo melhor motivo, não tinha nada melhor para fazer, além disso ela é o caso mais triste, é ignorada pelos próprios pais, eles fingem que ela não existe, e para ser sincero, todo mundo finge, ela é completamente ignorada até se intrometer em algum assunto, chega a arrepiar quando ela, em poucas palavras, diz que é ignorada pelos pais, isso é muito triste. "Quando você cresce o seu coração morre".

5- O Criminoso


O Criminoso, Bender, interpretado por Judd Nelson, esse é meu personagem favorito do filme, ele possui tantas camadas e é tão complexo que é até difícil escrever sobre ele, logo no início já entendemos como é seu relacionamento com a família quando ele é único que chega sozinho, caminhando, sem os pais, como a figura que vai conecta-los ele é quase como uma divindade encaminhada para abrir suas mentes, a figura do caos, ele é quem começa a falar, ele que traz os diálogos, ele que tem a maconha além de, literalmente, cair do céu no meio do filme, ele é espancado por seu pai, junto com a sua mãe, seu pai lhe deu um maço de cigarros de natal, o melhor desse personagem é que você certamente já conheceu alguém parecido, ele só quer atenção, afinal, se não fosse pela atenção ele poderia sumir que ninguém sentiria falta ou perceberia, por dentro ele chora todos os seus problemas, mas por fora mantém a pose de durão para ser respeitado, é extremamente pobre e por isso se irrita facilmente com os problemas fúteis dos outros. Judd Nelson interpretou muito bem, uma pena que o ator simplesmente sumiu depois do Clube Dos Cinco, mas ele tem cenas que chegam a ser chocantes tamanho o drama que Nelson consegue colocar nelas. "Você não sabe nada sobre meus amigos, você não falaria com eles, e nem olharia para eles, eles não merecem que você faça isso por eles, a escola fecharia se você não aparece, a rainha, então vá falar sobre shopping com suas amigas enquanto eu lido com problemas reais."

Para entendermos a importância de Clube dos Cinco para a cultura pop podemos pensar que ele foi o primeiro filme de adolescente que tratou essa fase da vida com a poesia e o drama que ela merece, logo podemos pensar que qualquer filme de adolescente nesse nível é uma herança, tanto é que temos referências em diversos filme e séries de adolescentes na atualidade, como A Mentira, A Escolha perfeita, Brilhante Victoria, As Vantagens de ser Invisível. É aquele tipo de filme atemporal, se fosse publicado atualmente (com a primeira cena sendo os celulares dos alunos confiscados) seria tão bom quanto a 30 anos atrás. Sobre trilha sonora essa é anos 80 puro, são músicas nostálgicas para algumas pessoas e a maneira de se sentir contextualizado no ambiente do filme para outras, existem músicas marcantes, quem não se lembra da icônica cena de dança no ginásio ou do emocionante Don't you (forget about me) no inicio e no final?

No primeiro semestre desse ano Clube dos Cinco completou 30 anos, e para comemorar foi lançada uma nova edição no brasil, o filme é velho e pode ser visto de maneira ilegal muito facilmente, mas acreditem quando eu digo que este é o tipo de filme que merece um lugar especial na sua estante.

No final, não tem como não se questionar quem é você no clube dos cinco, talvez uma mistura de todos, se identificando em parte com cada um deles ou totalmente se identificando com apenas um, família, amigos, inseguranças, sexualidade, problemas pessoais e relação com pais, o filme aborda tudo de maneira profunda e emocionante, diferente de tudo que já vi.

"Caro Sr. Vernon, aceitamos o fato de que nós tivemos que sacrificar um sábado inteiro na detenção pelo que fizemos de errado... Mas acho que você está louco por nos fazer escrever um texto dizendo o que pensamos de nós mesmos. Você nos enxerga como você deseja nos enxergar.
Em termos mais simples e com as definições mais convenientes. Mas o que descobrimos é que cada um de nós é um cérebro, um atleta, um caso perdido, uma princesa e um criminoso.

Isso responde a sua pergunta?"

Sinceramente, o Clube dos Cinco

"Se eu posso considerar vocês meus amigos... Eu estava me perguntando: O que vai acontecer na próxima segunda feira?"

Um comentário:

@ArturAlee #GeekDeVerdade. Tecnologia do Blogger.